Google agora tem Stories em seu buscador; veja como acessar

Quando o Snapchat criou as Stories, com imagens e vídeos curtos reproduzidos em sucessão agrupados de forma a criar uma história, talvez ninguém imaginasse o impacto que isso teria na forma como a internet é usada. Primeiro veio o Instagram copiando o recurso; em seguida, todos os aplicativos do Facebook receberam a função, incluindo a rede social, o Messenger e o WhatsApp. Para completar o combo, agora até o buscador do Google tem suporte ao formato.

O Stories do Google funciona em conjunto com o AMP, o projeto que permite que páginas acessadas por meio do buscador sejam carregadas mais rapidamente no celular. O recurso é exatamente o que você espera: uma sucessão de imagens e vídeos que permitem contar uma história em um formato rápido e adequado para os celulares.

Por enquanto, porém, a função está habilitada apenas para alguns veículos pré-selecionados pelo Google, incluindo apenas os sites americanos CNN, Conde Nast, Hearst, Mashable, Meredith, Mic, Vox Media, e Washington Post.

Por enquanto, porém, o Google ainda mantém os Stories separados dos resultados de busca convencionais e os usuários precisam acessar um site específico (neste link) para ter acesso ao conteúdo produzido para este formato.

No entanto, como parte do AMP, que é um projeto aberto, o Google também liberou as ferramentas para que todos os sites possam implementar seus Stories. A empresa disponibiliza um tutorial para desenvolvedores sobre como fazer isso e a documentação necessária.

Se você for apenas um usuário curioso, veja como proceder para ver como funcionam as Stories do Google:

1. Entre no site g.co/ampstories;

Reprodução

2. Procure por algum dos veículos parceiros mencionados acima;

Reprodução

3. Pronto, basta conferir as Stories.

Reprodução

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Fonte: Olhar Digital

Comentários Facebook